Muito se poderia falar de Ney Braga: do militar, do homem simples da convivência com amigos e a família, do político que acima de tudo amava sua terra, do homem apaixonado pela cultura, artes e esportes.

Nesta exposição buscou-se destacar sua carreira política, iniciada como Chefe de Polícia, em 1952 e finda como Presidente do Conselho de Administração da COPEL, em 2000. Nesses quase 50 anos de vida pública, Ney ocupou a Prefeitura de Curitiba (1954/58), o Governo do Paraná em duas ocasiões (1961/65 e 1979/82), foi Ministro de Estado da Agricultura (1965/66) e da Educação e Cultura (1974/78), Deputado Federal (1958/60) e Senador (1968/74), Diretor Presidente de Itaipu Binacional (1985/90).

Em todos estes cargos, Ney Braga foi partidário do diálogo e da ética, tendo vivido sempre na mesma casa de sua família, próximo aos seus, até o fim de sua vida. Nunca foi acusado de se favorecer, ou de deixar que os que estavam ao seu redor enriquecessem com a vida pública. Ao mesmo tempo, soube reunir como amigos personalidades brilhantes que levaram adiante seu desejo de trazer progresso econômico, social e tecnológico ao Paraná.

É com orgulho, pois, que o Governo do Paraná, a Secretaria da Cultura, o Museu Paranaense, seus amigos e admiradores prestam essa devida homenagem a um dos grandes filhos deste estado, que tanto fez para a grandeza do Paraná.

A exposição está sendo montada a partir do acervo doado pela família do ex-governador e será aberta no Museu Paranaense, em 25/07/2017, ficando em cartaz até 05/11/2017. Em outubro serão abertas outras exposições sobre o centenário de Ney Braga no Ecomuseu de Itaipu, em Foz do Iguaçu, e no Museu Histórico de Londrina.

O Museu Paranaense fica na Rua Kellers, 289, São Francisco, Curitiba, PR, e funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 18h, sábados e domingos das 10h às 16h. A entrada é gratuita.

COMPARTILHE