“Dominante”, não há outra palavra que possa definir o desempenho de Lewis Hamilton no treino classificatório para o GP do Japão, disputado neste sábado, em Suzuka. O inglês da Mercedes #44 liderou todas as fases da sessão, anotou 1m27s319, novo recorde da pista, e comemorou a 71ª pole position na carreira – nona em 2017. Das 20 pistas do calendário, o circuito japonês era o único em que o tricampeão ainda não tinha feito uma pole, apesar de ter marcado duas (2007-08) em Fuji. Valtteri Bottas foi o segundo, 0s332 atrás, porém, graças a punição por troca do câmbio, o finlandês terá que largar da sexta colocação no grid.

Na briga pelo título, Sebastian Vettel foi o terceiro, mas, por conta da punição ao #77 da Mercedes, largará em segundo, na cola do rival inglês. Longe da performance vista em Sepang, a RBR fez um treino discreto, com Daniel Ricciardo anotando o quarto tempo, seguido pelo companheiro Max Verstappen, em quinto. Kimi Raikkonen, que bateu no terceiro treino livre, quase não disputou o Q1, mas os mecânicos da Ferrari trabalharam duro e conseguiram colocar o carro #7 na pista a tempo. Ele foi o sexto, porém, punido por troca no câmbio, sairá em décimo. Felipe Massa larga em oitavo com a Williams.

RESULTADO FINAL:
TREINO CLASSIFICATÓRIO PARA O GP DO JAPÃO


Com as punições de Valtteri Bottas (+5), Kimi Raikkonen (+5), Fernando Alonso (+35) os dez primeiros ficaram assim:

HAMILTON: “Nunca tive essa visão (de 1º) aqui antes. As Ferrari estarão rápidas amanhã, e nós precisaremos estar bem.”

BOTTAS: “Tem sido um final de semana difícil, mas minha condução foi melhorando.”

VETTEL: “Estou razoavelmente feliz. Tentei tudo na última volta – teria adorado ser um pouco mais rápido.”

O primeiro estágio do treino classificatório começou com os carros da Mercedes dando as cartas, sendo Hamilton o mais rápido, logo à frente de Bottas. O finlandês, que já tinha batido no terceiro treino livre, agora escapou na curva Degner e por muito pouco não atingiu as barreiras de proteção. Verstapppen, vindo de uma bela vitória na Malásia, voou com a RBR, marcando 1m29s181, tempo que lhe valeu a ponta da sessão. Mas não demorou muito para o líder do campeonato dar o troco, colocando a Mercedes #44 em primeiro lugar, anotando 1m29s047. Ainda deu tempo para Grosjean bater forte com a Haas, gerando uma bandeira vermelha que encerrou o treino com 1m18s para o final.

16 ROMAIN GROSJEAN
17 PIERRE GASLY
18 LANCE STROLL
19 MARCUS ERICSSON
20 PASCAL WEHRLEIN

Repetindo o desempenho soberbo da primeira parte, Hamilton foi mais uma vez o mais rápido, quebrando o recorde da pista com 1m27s819. Perseguindo o rival pelo título, Vettel foi o segundo, mais de meio segundo atrás do inglês da Mercedes. Bottas veio em terceiro, com Verstappen e Ricciardo na sequência. Destaque para Alonso, que no finalzinho conseguiu o décimo melhor tempo, avançando ao Q3 e deixando o companheiro de equipe Vandoorne fora, em 11º. Massa foi bem com a Williams e terminou em nono, se classificando para a última fase.

11 STOFFEL VANDOORNE
12 NICO HULKENBERG
13 KEVIN MAGNUSSEN
14 JOLYON PALMER
15 CARLOS SAINZ JR.

Resultado final – Q2 – Japão (Foto: Reprodução/Twitter)

Nada de novo no início do Q3. Hamilton tomou a ponta, melhorando ainda mais seu próprio tempo: 1m27s345. Vettel anotou a segunda melhor volta, pouco menos de meio segundo atrás do rival da Mercedes, enquanto Bottas era o terceiro. Sem a mesma competitividade vista em Sepang, as duas RBR tiveram que se contentar com o quarto e quinto lugares, Ricciardo e Verstappen respectivamente. No final, o líder do campeonato ainda conseguiu diminuir o tempo de volta, marcando 1m27s319, ao passo que Bottas superou Vettel para fechar em segundo. Massa terminou em nono com a Williams, sendo 1m29s480 seu melhor giro.

COMPARTILHE