Ensaio da Orquestra Sinfônica do paraná. curitiba,22/11/2017 Foto:Jaelson Lucas / ANPr

A Orquestra Sinfônica do Paraná (OSP) volta aos palcos com os novos integrantes contratados pelo Palco Paraná. Ao todo, 75 músicos fazem parte da orquestra, 28 deles são os novos contratados, mais um estagiário. Devido ao esforço do Governo do Estado foi possível dar continuidade ao trabalho da orquestra dentro dos princípios legais. A OSP ensaia e está com agenda confirmada para apresentações em Curitiba e Foz do Iguaçu. Para o maestro Stefan Geiger, o concurso foi o primeiro grande passo para elevar ainda mais o nível da orquestra.

“Quando eu cheguei na Europa e contei que contrataram 28 novos músicos de uma vez só, as pessoas ficaram impressionadas porque isso não é algo comum lá. A orquestra deu um grande passo e, agora, temos os melhores profissionais. Estou muito contente porque essas novas contratações são estáveis e esse é o fundamento para ter um trabalho sério e sólido”, afirma o maestro.

Geiger diz, ainda, que a orquestra tem a missão de mostrar um trabalho de alto nível e, também, de levar a cultura da boa música por todo o Estado. “A gente tem que espalhar a cultura musical para as pessoas que talvez nunca tenham visto um concerto na vida”, ressalta.

Para a diretora-presidente do Centro Cultural Teatro Guaíra (CCTG), Mônica Richbieter, a orquestra é um patrimônio cultural do Paraná, que o Estado não pode abrir mão. “A gente só tem que comemorar. Num momento em que os governos estão abandonando seus corpos artísticos, o Governo do Paraná fez um esforço incrível para manter a nossa orquestra que está linda e com muita qualidade”, afirma.

NOVOS INTEGRANTES – O Processo Seletivo teve 562 inscritos, com 361 inscrições homologadas. Os candidatos passaram por provas práticas, por meio de audições entre setembro e outubro, na Capital. Foram 28 músicos contratados, todos em regime celetista, pelo Serviço Social Autônomo Palco Paraná, criado pelo Governo do Estado.

Um dos selecionados foi o trompista André Vieira Rocha, de 18 anos. Natural de São Paulo, ele deu seus primeiros passos na música com apenas quatro anos de idade. Rocha diz que está feliz por fazer parte da orquestra. “As audições tiveram um nível elevado e eu concorri com pessoas muito experientes. Só posso dizer que foi gratificante ser selecionado para começar minha carreira numa orquestra como essa”, diz o músico.

João Vitor da Silva, de 33 anos, toca fagote e fez parte da OSP por sete anos. Ele prestou concurso e diz que sente-se reconhecido em voltar para o corpo artístico e ter estabilidade. “Esse foi um dos concursos mais difíceis que eu já participei, mas, ao mesmo tempo, foi uma experiência única que me fez crescer como músico e como pessoa. Hoje nós temos uma segurança e isso é muito importante”, afirma.

O Serviço Social Autônomo Palco Paraná, vinculado por cooperação ao Centro Cultural Teatro Guaíra, foi instituído pela Lei nº 18.381/2014 do dia 17 de dezembro de 2014, para colaborar com a autarquia na produção de concertos e espetáculos de balé.

HISTÓRIA – Criada em 1985 com o apoio do então governador José Richa, a Orquestra do Paraná já teve como maestros Alceo Bocchino, Roberto Duarte e Jamil Maluf, entre outros. O atual regente é o alemão Stefan Geiger. Ao longo desses anos, a OSP construiu um histórico com mais de 40 maestros convidados e cerca de 200 solistas, que vieram de diversos lugares do Brasil e do mundo. O repertório conta com cerca de 900 obras catalogadas, de mais de 250 compositores, destacando os autores brasileiros Villa-Lobos e Camargo Guarnieri, e os paranaenses Henrique Morozowicz e Augusto Stresser. No currículo da OSP já constam mais de 500 apresentações dentro e fora do Paraná.

SERVIÇO
Concerto para Quatro Trompas e Orquestra em Fá Maior, Op. 86”, de Robert Schumann com regência do maestro Stefan Geiger
Local: Teatro Guaíra, em Curitiba
Data: 26 de novembro
Horário: 10h30
Ingressos: R$ 20 e R$ 10

Concerto de Stravinski e Ravel com regência do maestro Stefan Geiger
Local: Teatro Guaíra, em Curitiba
Data: 3 de dezembro
Horário: 10h30
Ingressos: R$ 20 e R$ 10

Concerto com regência do maestro Marcos Arakaki
Local: Centro Tecnológico de Foz do Iguaçu. Avenida Tancredo Neves, 6731, Jardim Itaipu.
Data: 16 e 17 de dezembro
Horário: 19h30
Entrada franca

COMPARTILHE