Uma advogada de 42 anos foi presa suspeita de tentar vender 32 bonecas furtadas de uma coleção, entre elas várias Barbies, em Curitiba.

O delegado Gerson Machado explicou que as bonecas pertenciam a um casal de advogados, que teve residência arrombada em fevereiro deste ano. O casal chegou até a suspeita após encontrar as mesmas bonecas em um site de venda de produtos colecionáveis.

“Ao perceber que eram as mesmas bonecas, a vítima acionou a polícia. Quando chegaram ao local onde a loja virtual funcionava, eles [as vítimas] reconhecerem as bonecas sem sombra de dúvidas, e a suspeita contou uma história que não convence nem ela mesma. Ela disse que tinha comprado as bonecas em uma feira de produtos colecionáveis, mas não tinha nenhum comprovante disso”, disse o delegado Machado.

A suspeita foi presa em flagrante na segunda-feira (5) por receptação qualificada e posse ilegal de arma. Na casa dela, os policiais encontraram mais três caixas de bonecas sem documentação de compra, além de duas armas de fogo.