Ativista protesta durante voto de Silvio Berlusconi na Itália . (AP Photo/Luca Bruno) Italy Elections

Uma ativista fez um protesto enquanto o ex-primeiro ministro da Itália, Silvio Berlusconi, votava neste domingo (4). Ela subiu na mesa em frente a ele com os seios à mostra.

Berlusconi, controversa figura política no país, não pode assumir nenhum cargo público até 2019, devido a uma condenação por fraude fiscal. Escolheu então como candidato do seu partido, Força Itália, o atual presidente do parlamento europeu, Antonio Tajani. Há outras duas principais forças brigando pela maioria dos votos: a de centro-esquerda, liderada pelo Partido Democrata (PD), do também ex-premiê Matteo Renzi, e o Movimento 5 Estrelas (M5E), cujo líder é Luigi Di Maio.

A votação é imprevisível e marcada pela falta de favoritos, pelo alto índice de eleitores indecisos, pelo panorama político fragmentado e por um sistema eleitoral complexo. As urnas abriram às 7 horas (horário local, 3 horas em Brasília) e fecham às 23 horas (19 horas em Brasília). O resultado deve ser divulgado na segunda-feira (4).