estudante de direito Adriele Gonçalves da Silva, de 22 anos

A Polícia Civil de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, investiga o desaparecimento da estudante de direito Adriele Gonçalves da Silva, de 22 anos. A jovem sumiu após uma chamada de vídeo com um amigo de dentro do quarto do apartamento onde mora, na quarta-feira (9).

Segundo o amigo, que preferiu não se identificar, Adriele fez uma cara de espanto como se tivesse aparecido alguém no quarto durante a conversa, e sumiu. Segundo o amigo, os dois conversavam por vídeo todos os dias.

No dia em que Adriele desapareceu, ela relatou estar com medo porque sentiu que alguém tivesse entrado no apartamento, segundo o amigo. Ele, por sua vez, disse que e a orientou para que olhasse todos os cômodos da casa para ver se havia alguém no local.

“Ela foi, fez isso. Olhou no quarto, olhou na cozinha, na sala, tudo…e notou que a porta estava destrancada. Daí ela voltou para a cama, apagou a luz e nós voltamos a conversar. Eu ia dar boa noite pra ela e logo em seguida eu percebi que ela fez uma cara estranha, e a chamada desligou”, lembrou o amigo.

O amigo da jovem contou ainda que aproximadamente 15 minutos depois, começou a receber mensagens que considerou estranhas. “Perguntando meu endereço, no caso, alguém com ciúmes dela, perguntando meu endereço e querendo saber onde eu morava para, sei lá, talvez tentar me encontrar”.

Depois da conversa, Adriele teria mandado mensagens para a família dizendo que estava indo embora para São Paulo. Mas a mãe tentou fazer contato com ela e, depois de algumas conversas, desconfiou que não era Adriele quem estava mandando as mensagens.

Em nota, a Polícia Civil disse que nenhum detalhe será divulgado para não atrapalhar as diligências.

COMPARTILHE