Em 2013 o baterista dos Beatles, Ringo Starr, lançou
um fantástico livro de fotos que fez ao longo da vida.

Uma delas, até então inédita, mostrava cinco jovens
adolescentes em 1964. Ringo os fotografou de dentro
da limousine na qual estava com os Beatles!

E foi num desses acasos da vida.

A limousine e o Chevrolet Impala ficaram lado a lado
sobre a Ponte George Washington, que liga New York
a New Jersey. Ringo baixou o vidro, fez um clique, e
aquele momento mágico durou só uns minutos.

CINQUENTA ANOS DEPOIS…

Ao selecionar imagens para o livro, Photograph, a
foto ressurgiu entre os guardados de Ringo.

E ele ficou pensando: quem seriam eles? Estariam
vivos? Pela reação em 1964 eram fãs. Então nas
entrevistas de lançamento do livro ele fez um apelo
público para que os cinco aparecessem.

O canal de TV, NBC (EUA) decidiu procurá-los e
achou Bob Toth, Gary Van Deursen, Suzanne Rayot,
Arlene Norbe e Charlie Schwartz. Vivos e bem.

Claro que eram fãs dos Beatles, e continuam até
hoje. Em 2013 a idade deles estava entre 66 e 68
anos. Contaram que tinham fugido da escola e
enganaram os pais com o plano de ver o show
de estreia dos Beatles nos EUA.

Gary Van Deursen, que dirigia o carro, não sacou
que uma foto tinha sido feita, mas Suzanne Rayot
percebeu e ficou encantada. Ringo apenas disse:
“Oi amor, e fez a foto e eu não pensava em nada
só que ele estava se dirigindo a mim”.

Além de ouvir o relato dos cinco, a NBC propôs a
eles a recriação da famosa foto de 1964.

É por essas e outras que os Beatles são o único
caso de amor eterno do rock and roll…