Prefeitura mobiliza equipes para atender ocorrências das chuvas. Curitiba, 30/05/2019. Foto: Lucilia Guimarães/SMCS

De acordo com a Copel, 41 mil unidades consumidoras ficaram sem abastecimento de energia durante a manhã desta quinta-feira por causa da chuva. Os fortes ventos derrubaram árvores, que atingiram a fiação de algumas ruas.

Segundo a Sanepar, por causa da queda de energia e de uma obra na rede de abastecimento, vinte bairros de Curitiba ficaram sem água. São eles: Cajuru, Guabirotuba, Jardim das Américas, Uberaba, Fazendinha, Portão, Santa Quitéria, Vila Izabel, Seminário, Água Verde, Novo Mundo, Capão Raso, Boqueirão, CIC, Fanny, Guaira, Hauer, Lindoia, Pinheirinho e Xaxim.

De acordo com a companhia, o abastecimento de água só deve ser restabelecido nestes locais ao longo da madrugada de sexta-feira (31).

As chuvas também causaram transtornos nos municípios da Região Metropolitana de Curitiba.

Segundo a Copel, 9,5 mil unidades ficaram sem luz em São José dos Pinhais, 2,7 mil em Piraquara e 1,2 mil em Quatro Barras.

Em Rio Branco do Sul, a chuva destelhou casas e alagou ruas. Segundo a Defesa Civil, 100 pessoas ficaram desabrigadas por causa da chuva na cidade.

Chuva forte e granizo atingiram Curitiba e municípios da Região Metropolitana na madrugada desta quinta-feira (30). Em alguns locais, continua chovendo pela manhã.

O temporal causou quedas de árvores, destelhamentos, alagamentos e deslizamentos .

De acordo com a Polícia Militar (PM), até pouco antes das 7h, havia registros de 31 destelhamentos, 10 deslizamentos, cinco alagamentos e um desabamento na Região Metropolitana.

Na capital paranaense, no início desta manhã, a Defesa Civil tinha recebido mais de 15 solicitações de fornecimento de lona, por causa de estragos nos telhados. Os pedidos eram para os bairros Boqueirão, Portão, Pinheirinho, Santa Cândida e Santa Felicidade.

Árvores caídas, a pista molhada por causa da chuva e os sinaleiros que estão apagados em alguns pontos da cidade complicaram o trânsito.

Em Rio Branco do Sul, pelo menos 100 pessoas ficaram desabrigadas por causa da chuva, segundo a Defesa Civil.

Ruas ficaram alagadas e casas foram destelhadas por causa da chuva de granizo.

O muro de uma oficina mecânica desabou, e parte dele caiu sobre um carro.

Agentes da Setran mobilizados para atender ocorrências das chuvas. Foto: Divulgação

Várias cidades da Região Metropolitana de Curitiba tiveram problemas por causa das chuvas.

Em Colombo, conforme os bombeiros, há mais de 150 ocorrências em atendimento, a maioria delas de destelhamento. No quartel do Corpo de Bombeiros estão sendo distribuídas lonas.

Em Pinhais, bombeiros estão nas ruas distribuindo lonas. Os bairros mais atingidos são Veisópolis, Vargem Grande, Maria Antonieta, Vila Amélia e Jardim Carla.

Em Fazenda Rio Grande, a Defesa Civil informou que ruas foram bloqueadas por causa da queda de árvores.