Na madrugada desta segunda-feira, pelo menos 15 ladrões invadiram uma agência do Banco do Brasil em Quatro Barras, na Região Metropolitana da capital paranaense.

Os assaltantes explodiram a agência bancária para acessar um dos cofres, trocaram tiros com a PM e fugiram.

CURITIBA

Ladrões arrombaram duas agências bancárias, em Curitiba. A Polícia Militar (PM) foi acionada nesta segunda-feira (8), quando os arrombamentos foram descobertos, para atender as ocorrências.

As duas agências bancárias são do Bradesco. Uma fica no bairro Uberaba, e outra no Bacacheri.

No fim de semana, criminosos romperam sutilmente um portão da agência bancária do Bacacheri. Depois, abriram uma janela e tiveram acesso a uma parede que leva ao cofre.

Eles entraram no local no sábado (6), segundo as informações apuradas com PM e com a Polícia Civil.

Os ladrões conseguiram quebrar a parede com uma furadeira e, então, acessaram o cofre. Uma mulher que trabalha em um estabelecimento comercial vizinho à agência bancária contou que ouviu durante todo o fim de semana o barulho da furadeira.

Ela disse que não chamou a polícia, pois achou que se tratava de uma reforma na agência bancária.

De acordo com a perícia feita pela Polícia Civil, os criminosos abriram o cofre. Nem a polícia, nem o Banco Bradesco informou qual foi a quantia roubada.

O roubo está sendo investigado. Até a publicação desta reportagem, não se sabia quantos assaltantes participaram da ação.

Bandidos conseguem acessar cofre de agência no Uberaba pela garagem.

A agência bancária do Uberaba que foi alvo de ladrões também é do Bradesco.

De acordo com a perícia da Polícia Civil, a ação foi parecida com a realizada na agência bancária do Bacacheri, com os criminosos entrando no local pelos fundos.

Ainda segundo a polícia, os ladrões fizeram um buraco no solo da garagem para acessar diretamente o cofre da agência, sem utilizar explosivos, o que demonstra que eles tinham conhecimento sobre onde estava o cofre.

A perícia também apurou que, como não há outros imóveis nos fundos e ao lado da agência, os criminosos tiveram tempo para invadir o banco sem chamar atenção.

Leia a íntegra da nota envidada pelo Bradesco sobre as duas ocorrências:

“O Bradesco está trabalhando para reestabelecer o atendimento nessas unidades o mais breve possível. Os clientes estão sendo direcionados para agências na região e também contam com as unidades do correspondente bancário Bradesco Expresso para realizar suas operações. Mais informações, podem ser obtidas no Boletim de Ocorrência.”