Com um gol de Marcelo Cirino, aos 45 minutos do segundo tempo, após falha de Tiago Volpi, o Athletico venceu o São Paulo por 1 a 0 na tarde deste domingo, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Durante a maior parte do jogo, o goleiro Santos, do Furacão, foi o destaque com grandes defesas. Mas o Tricolor, de modo geral, mais uma vez fez uma partida sem muita objetividade.

Com a vitória, o Athletico, já classificado para a Libertadores por conta do título da Copa do Brasil, foi a cinquenta pontos e assumiu a sexta colocação. O São Paulo continuou no quinto lugar, com 52 pontos e cada vez mais ameaçado de não ir ao torneio.

Primeiro tempo

São Paulo e Athletico fizeram uma boa etapa inicial. O Tricolor assustou logo de cara com Reinaldo. Após desvio na zaga, Santos fez grande defesa. O Furacão revidou apenas aos 19 minutos, em cobrança de falta de Nikão. Depois disso, o São Paulo dominou as ações ofensivas. Chegou com perigo várias vezes. Com Pablo, Tchê Tchê, Antony… Mas Santos fechou o gol. Aos 42, o Athletico teve ótima chance com Cirino, mas Volpi defendeu. No rebote, Rony não conseguiu concluir porque Arboleda tirou.

Segundo tempo

Na etapa final, o São Paulo manteve o controle do jogo, mas parou em Santos e na falta de pontaria. Chegou com Antony, com Vitor Bueno, Tchê Tchê… Só que faltava mais objetividade na conclusão. Enquanto isso, o Athletico era sempre perigoso quando tinha a oportunidade. Lucho González, por exemplo, teve ótima chance, mas mandou por cima. Pouco depois, Gabriel Sara, do São Paulo, quase marcou no rebote. A falta de objetividade do Tricolor foi punida com um gol do Athletico aos 45 minutos. Marcelo Cirino chutou de fora da área, Volpi falhou, e o Furacão venceu.