Travellers, wearing masks as a precautionary measure to avoid contracting coronavirus, arrive on a flight from China at Guarulhos International Airport in Guarulhos, Sao Paulo state, Brazil, January 26, 2020. REUTERS/Amanda Perobelli

Em todo o Brasil, são 60 casos confirmados na doença. Nenhuma morte causada pelo novo coronavírus foi registrada no país.

O Ministério da Saúde confirmou nesta quinta-feira (12) seis casos do novo coronavírus no Paraná.

De acordo com o Ministério da Saúde, há 46 casos suspeitos sendo investigados no estado. Vinte e sete já foram descartados.

“O mais importante é o estado estar preparado. Não vamos entrar em pânico. Nós temos que tratar isso de uma maneira técnica”, afirmou o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), ao ser questionado sobre os casos confirmados do novo coronavírus no estado.

O governador também disse que se sabe que o novo coronavírus é algo que está no mundo e garantiu que o Paraná está se preparando. “Já montamos um núcleo de trabalho – junto com a Secretaria da Saúde, Defesa Civil e Secretaria de Administração”, pontuou.

Ratinho Junior afirmou que conversou, nesta quinta, com o secretário da Educação do Paraná, Renato Feder, para que seja comprado um volume de produtos de limpeza, sabão e álcool para deixar nas escolas. Dessa forma, alunos, professores e funcionários vão poder se higienizar.

5 casos em Curitiba e 1 em Cianorte

A Secretaria da Saúde do Estado do Paraná (Sesa) informou que dos casos confirmados, cinco são pacientes de Curitiba. Eles estão em isolamento, e o estado de saúde deles não é grave. Esses casos foram importados da Europa.

O 6º caso é uma paciente de Cianorte, na região norte, que esteve no Oriente Médio. Ela não está hospitalizada, e esse caso também é considerado leve pela Sesa.

Na quarta-feira (11), a Sesa já havia dito que uma das suspeitas de coronavírus, em Curitiba, era considerada um provável caso da doença Covid-19. Esse relato foi feito após o exame de um laboratório particular testar positivo.

Coronavírus no Distrito Federal

No Distrito Federal, a paciente infectada após uma viagem para o Reino Unido está internada no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN). Segundo a Secretaria de Saúde da capital, ela apresenta quadro grave e instável e teve piora desde ontem, com febre e síndrome respiratória aguda severa.

Além disso, o marido foi obrigado – após decisão judicial – a realizar teste para a doença e se manter isolado, o que conforme a Secretaria do DF foi cumprido. Ainda não há resposta sobre o resultado do exame.